Pular para o conteúdo principal

Translate

Máscara do medo

Máscara do medo, quem nunca deu de frente com uma?


Máscara do medo é um conto onde mostra que em nossas vidas sempre de alguma maneira iremos encontrar alguém com sua máscara querendo nos amedrontar.
É, eu gostava de brincar, não tinha hora para voltar para casa mesmo com a minha mãe com seus chamados para almoçar, lanchar, eu queria mesmo era ficar na rua até o último amiguinho ir embora e no período de carnaval ai que não tinha jeito, pois corria todo feliz sem medo algum atrás dos mascarados, bate-bolas com suas fantasias feias de máscara do medo para assustar.
Máscara-do-medo-meninos
Bem, assim eu pensava não ter medo até quando numa dessas correria atrás desses meninos fantasiados com máscara do medo, de repente eles resolveram assustar de verdade ao me cercar começaram a fazer estranhos barulhos com a boca que eu ainda não tinha ouvido em nenhum outro mascarado, esse som vindo da boca deles me fez chorar e pedir ajuda a minha mãe.
Máscara-do-medo-minha-mãe-e-vovó
Minha mãe como todas tem sempre 1000 mãos para nos tirar de qualquer perigo e carinho de sobra para nos confortar nessas horas de apuros e foi exatamente o que aconteceu, minha mãe atendendo ao meu chamado de socorro veio me livrar dos meninos com máscara do medo.

Já em casa protegido e salvo contei a minha aventura para minha avó, claro que omiti ter chorado, pois aos olhos de minha vovó eu era o poderoso e isso me deu a ideia também de pedir a ela para fazer uma fantasia para mim (ela adorava costurar) de máscara do medo e fui pedindo de manhã até a noite sem parar, perturbei tanto que até a minha mãe se aborreceu do muito que eu amolava minha vovó.
Máscara-do-medo-minha-vovó-costurando
Não precisa dizer que ela acabou aceitando fazer a minha fantasia de máscara do medo, eu não desgrudava dela de tão ansioso para que a minha fantasia ficasse pronta logo, até nem quis ir na rua brincar para ficar vendo televisão perto dela não deixando ela descansar e terminar logo com a minha fantasia.
máscara-amendrontando

A fantasia de máscara do medo ficou pronta, vovó caprichou, agora era minha vez de ir para rua assustar os outros, um detalhe, eu não sabia fazer, o som que os mascarados faziam na boca pra dar medo, mas fui assim mesmo assustar todos que cruzassem o caminho, a primeira vítima o pai de um amiguinho tomou um susto daqueles, a segunda uma amiga deu um grito e seu cachorro me pois pra correr, sem desistir continuei procurar mais pessoas e achei a garota mais exibida da rua, pensei que dando um susto grande nela com a minha poderosa máscara do medo ela ficaria menos exibida(enganei), pois assim que cheguei perto dela pensei que sentiria medo da minha máscara do medo, todavia ela começou a rir, ainda tentei imitar os outros mascarados fazendo o tal som da boca, ela gargalhou ainda mais alto me deixando com vergonha de toda aquela situação.
Máscara-do-medo-me-fez-chorar
Quando a noite chegou, resolvi voltar para casa sem entender o motivo pelo qual as pessoas não tinham medo da minha máscara do medo, cabisbaixo, decepcionado e triste entrei no meu quarto para dormir colocando a minha máscara do medo pendurada no armário, no meio da noite a janela bateu com o vento frio lá de fora, acordo e dou de cara com a máscara do medo me olhando, desesperado comecei a chorar acordando a todos, veio meu pai, minha mãe e minha vovó, todos riram quando viram a causa do meu choro de pavor, meu pai pacientemente retirou a máscara do medo do meu quarto, era madrugada quando voltei a dormir, agora no colo da minha vovó depois de mais uma historinha de ternura que só ela sabia contar.

Lição: Aprendi que na vida encontraremos em nossos caminhos pessoas com a máscara do medo e de suas bocas sairão sons estranhos para nos amedrontar, porém teremos que ser fortes para enfrenta-los por sermos do bem não conseguiremos mesmo que seja para nos defender colocar essa máscara do medo ou tentar emitir de nossas bocas os sons estranhos que da deles saem.

Beijos
Contos do Guri

Comentários

  1. Verdade demais, adorei o texto e vou passar para os meus alunos. Muito boa reflexão sobre a "máscara do medo" que está presente no dia a dia.

    ❥ www.desaiagode.com

    ResponderExcluir
  2. No mundo em que vivemos tem muitas pessoas usando essa máscara e a utilizam com maior propriedade no mundo virtual, mas como tu mesmo o disse Rafa, não podemos ter medo, e jamais usar do mesmo artifício!
    Ótimo post!

    Bjos
    Minda ❤ 😍

    ResponderExcluir
  3. oi!
    è verdade, sempre iremos encontrar em nossos caminhos pessoas que irão tentar nos deixar para baixo com palavras ou atitudes.
    bjo

    ResponderExcluir
  4. que legal o texto
    uma historinha divertida que ao mesmo tempo é uma reflexão
    adoreii
    bjs

    ResponderExcluir
  5. Que lindo, amei a história e que lição aprendida.

    ResponderExcluir
  6. Uma postagem para se refletir
    Como sempre arrasando nas postagens

    ResponderExcluir
  7. Que história ótima
    O importante é saber filtrar quem é do bem e quem não é.
    ótima reflexão

    ResponderExcluir
  8. Mais um conto legal!
    A muita gente com essa macaras
    não devemo ter medo e sim ignora-los
    bjúús

    ResponderExcluir
  9. Nossa gostei da historinha achei muito bem expressada além de uma boa lição de moral que você tira dela

    ResponderExcluir
  10. Que história legal, melhor ainda foi a lição no final. Temos que aprender com nossos medos e nunca ignorá-los.

    ResponderExcluir
  11. Olá td bom bastante interessante este conto.. Analisando e um fato bem real aprender com os nossos medos e muitas das vezes usamos uma máscara contra este medos e não encaramos de fatos parabéns pelo seu post ótima noite até mas

    ResponderExcluir
  12. Estou amando os contos do guri, pois no final sempre tem algo que carregamos para nossa vida. Cada conto uma reflexão diferente e está é sem duvida algo muito bom para pensarmos. Sempre vai existir pessoas usando máscaras para nos assustar e muitas vezes nos colocar para baixo, mas devemos manter a cabeça erguida e aproveitar só as críticas benéficas, pois o resto será só para nos machucar e pisar. Abraços!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Amor a luz do dia

Amor e a contemplação dele na luz de um dia
Caminham as horas no dia nublado com sol...  Imaginando encontrar você ao acordar  Ligo... A ligação não é completada  Então lhe chamo no silêncio que ficou...  Sim! Vem a mim todos momentos que eu pude ser seu As cumplicidades das madrugadas pareciam terem vidas...  Vidas que agora recordo Dentro das asas do tempo chegávamos voando até o quarto do éden...  Pairávamos no ar entre paredes coloridas do amor  O cheiro era suave desse amor... Jardins, flores, nós... Sempre, nós O seu olhar castanho escuro brilhava ao ver além do que sonhávamos...  Num lugar mágico, vivíamos, ricos de cores e sabores...  E assim o cinza do céu dava lugar ao sol, visto através das nossas almas apaixonadas...  Era a forma mais bonita quando o sol refletia seu corpo pra mim, encanto  Em sonhos, puxava você para os meus braços, beijava lentamente até seu despir...  Hum... Cabelos longos, pele branca e macia... Mistura de anjo e demônio...  Abria seu sorriso, encabulando o meu que obs…

Esse tanto tempo

Tempo brinca na vida, quando vamos ver, não há mais tempo
O tempo não me roubava vocêNum tempo em que nada me roubava você  eram seus olhos que podiam tocar todos os meus momentos  As suas palavras pulsavam como um sempre no meu coração  Minhas imaginações trasbordavam de um novo mundo todos os dias com você Isso o tempo malvado levou e aqueles momentos juntos com você se foram  pra bem longe de mim  Os seus olhos parecem estar proibidos de tocarem 
aqueles momentos nesse hoje Mas suas palavras ainda estão aqui como sempre,  não são como antes por não poder ouvir como antes,  mas sim como posso agora Sabe aquele jeito que você tem quando assopra tirando o cabelo do rosto?  Na minha imaginação é um jeito seu de me seduzir, engraçado né? E sem saber você me conquistava cada vez mais,  eu sei do medo que tem...  Sim foram muitas coisas que aconteceram durante esse tempo Esse tanto tempo que fez sem remorso acontecer espaços,  acho que a minha insegurança que ficou mais visível que a sua  É, acho que isso é…

Primeiro beijo

Beijo em um outro por do sol
Paula se mostrava uma menina extrovertida fazendo amizades com todos da rua rapidamente, nossas conversas eram constantes e eu particularmente começava a dividir meu tempo de brincadeiras com os meninos e as meninas (por causa de Paula), isso deixava meus colegas um tanto quanto enciumados, afinal a moradora nova dava mais atenção a mim e eu acabava deixando as vezes de brincar com eles para ficar com as meninas, uma forma indireta de ficar mais perto de Paula e quem sabe dar um meu primeiro beijo na boca.


Esse meu interesse foi também despertando o desejo de aprender dar beijo na boca, comecei a interrogar meus pais como fazer para saber beijar (na boca), eles riram e cada um ao seu modo tentava me explicar, minha mãe dizia que o beijo era como chupar laranja, já meu pai como morder uma maçã, aquilo de um certo modo confundia ainda mais a minha cabeça, mas mesmo assim, vivia chupando laranja, ou mordendo maçã e foram tantas que acabou me dando uma tremenda…