Páginas

segunda-feira, 2 de março de 2015

Sempre tive em mim

Sempre tive em mim um pensando das coisas que precisava ter ou que me exigiriam de um certo modo, coragem.
Sempre-coragem-menino
Talvez por isso as minhas conquistas, as minhas buscas foram pautadas naquilo que pouco me importava as opiniões dos outros por entender que essas minhas buscas ou os caminhos que julguei e julgo até hoje, sou e sempre serei eu a segui-los.

Errando ou acertando, não me importa se será com dores ou alegrias, mas sim com aprendizados que a vida oferece.

Sei que as vezes sou feliz, outras nem tanto, porém a certeza ganho quando dessas coragens, é que vem dando forças para o meu caminho de paz.

As vezes a tristeza chega pertinho, é quando me silencio para poder escutar que não devo sofrer por algo ou alguém que na verdade quis sair, quis ir embora.

Eu me recuso a me prender em mágoas por um alguém que na sua covardia extrema não teve coragem de dizer que não queria mais, isso tenho dentro de mim, quando alguém da minha vida saí, é que verdadeiramente ela quem deva voltar, por entender quem perdi ou perdeu algo, é na realidade a pessoa que foi embora.

Beijos
Contos do Guri


Nenhum comentário:

Postar um comentário